CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA GRIPE FOI PRORROGADA

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe de 2020, prevista para terminar no 5 de junho, foi prorrogada até o dia 30 do desse mês. Isso porque só 63,5% do público-alvo recebeu a vacina do vírus influenza — a meta original do Ministério da Saúde era chegar a 90%.

A segunda etapa, que se concentrou em trabalhadores de transporte coletivo, caminhoneiros, doentes crônicos, profissionais das forças de segurança, populações privadas de liberdade, indígenas e funcionários do sistema prisional, atingiu a marca de 66,6%. Abaixo da meta, portanto.

Essa vacina não protege contra o coronavírus (Sars-CoV-2). Entretanto, ela ajuda a diferenciar o diagnóstico de gripe da Covid-19. Ora, se alguém tomou a injeção e ainda assim apresenta sintomas respiratórios suspeitos, provavelmente será por causa de outro vírus, como o Sars-CoV-2.

Fora isso, quanto maior a adesão à vacinação, menor o número de internações. Isso ajuda a reservar os leitos dos hospitais para os casos da pandemia. Por fim, o imunizante reduz o risco de uma coinfecção do influenza com o coronavírus.

Pessoas fora do grupo prioritário podem adquirir a vacina da gripe na rede privada.

Te informar, #IssoéCACSS