Uma dieta das antigas para preservar o coração

Num mundo que olha tanto para o futuro, soa curiosa a publicação, no jornal da Sociedade Europeia de Cardiologia, de um artigo que propõe desbravar uma dieta criada pelo médico persa Avicena (980-1037) na prevenção de doenças cardiovasculares. Os profissionais que desenterraram o menu acreditam que o enfoque maior em alimentos de origem vegetal e a exclusão de carne de vaca, por exemplo, seriam bem vindos ao coração.

“Do ponto de vista cardiovascular, o principal é limitar a gordura saturada [presente em carnes e industrializados]”, orienta. Um aspecto positivo das prescrições de Avicena é o convite a comer mais frutas e hortaliças. “O consumo de sete porções de vegetais por dia reduz em 30% o risco cardiovascular”, diz Valéria.

O cardápio de Avicena

O que contempla a dieta prescrita pelo intelectual que viveu no mundo islâmico:

+ Óleo vegetal (como azeite): 3 colheres de sopa por dia

+ Peixe: 2 vezes por semana

+ Mel: Pelo menos 3 porções por semana

+ Ervas e temperos: Pelo menos 1 porção diária

+ Frutas (maçã, pera, figo…): Pelo menos 2 porções por dia

+ Castanhas e amêndoas: Pelo menos 3 porções por semana

+ Grãos (aveia, trigo integral…): Pelo menos 3 porções por dia

+ Chás (camomila, lavanda etc.): Pelo menos 5 infusões por semana

+ Manteiga ghee: 3 porções por semana

+ Carne de cordeiro: 2 ou 3 vezes por semana

Cuidar de você, #IssoéCACSS