Por que o coronavírus pode fazer o cabelo cair?

Para muitas pessoas que se infectam com o novo coronavírus (Sars-CoV-2), o sumiço do agente infeccioso da circulação não representa necessariamente o fim dos problemas. Vários sintomas podem persistir ou até mesmo dar as caras após a recuperação da Covid-19. Um deles é a perda de cabelo.

Essa queixa apareceu em um levantamento americano conduzido pela Escola de Medicina da Universidade Indiana e pela Survivor Corps, um grupo de sobreviventes do Covid-19 que busca aumentar a compreensão sobre a doença e impedir a disseminação do vírus. Cerca de 1 500 pacientes que sofreram com sintomas por semanas e até meses participaram da investigação.

A médica Ana Carina Junqueira, tricologista à frente do IBEMC – Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisa em Medicina Capilar, conta que a perda dos fios atinge aproximadamente um terço dos indivíduos que receberam o diagnóstico de Covid-19. “E ela tem ocorrido após quadros graves, leves ou mesmo assintomáticos”, revela.

Quem também tem percebido esse impacto no dia a dia é a dermatologista Leila Bloch, de São Paulo: “Trata-se de uma queda acentuada, similar à observada em outras viroses, como zika e chikungunya”.

Cuidar de você, #IssoéCACSS