Os cuidados com a pele durante a pandemia do coronavírus

Na operação contra a Covid-19, um arsenal de produtos de higiene pessoal e limpeza da casa tomou conta das despensas. Mas esse uso e abuso, bem-vindo contra o coronavírus e outros germes, pede cuidados. Ao empregar sabão e álcool com maior frequência, eles podem desgastar as barreiras naturais da pele e agredir aquilo que fica mais exposto, nossas mãos.

“A pele tem um manto de gordura, que preserva a hidratação e a protege”, explica a dermatologista Paola Pomerantzeff, de São Paulo. Quando essa camada é removida toda hora, as mãos ficam suscetíveis a ressecamento, irritações e até lesões mais sérias. Por isso, a palavra de ordem nestes tempos é hidratação.

Os cremes e loções são os itens mais recomendados, e o ideal é verificar com um dermatologista aquele que combina melhor com seu tipo de pele. Sabonetes menos abrasivos, como os syndet (o nome vem de “detergente sintético” em inglês), também são uma boa pedida. “Sempre que higienizar as mãos com água e sabão ou álcool, seque bem e aplique hidratante na sequência”, orienta Paola. Só não vale abandonar a limpeza — pelo bem do seu corpo e o dos outros.

Cuidar de você, #IssoéCACSS